BUCAL MANIFESTATIONS AND DENTAL CARE IN PATIENTS WITH RENAL INSUFFICIENCY

  • Bianca Scopel Costa UFES
  • Eduardo Filipe da Paz Scardua HUCAM
  • Gabriela Petri de Bortolo HUCAM
  • Wellen Góbi Botacin
  • Jenifer Garcia Rocha
  • Christianne Alves Leal
  • Karoline Simões Costa
  • Roberta Costa e Silva

Resumo

Introdução: A Insuficiência Renal Crônica pode ser definida como uma síndrome complexa que se caracteriza pela redução lenta, progressiva e irreversível dos néfrons, com consequente redução da capacidade de filtração glomerular Objetivos: Revisar a literatura científica em relação às manifestações bucais em pacientes com insuficiência renal e as considerações previamente e durante o tratamento odontológico. Metodologia: Foram incluídos os trabalhos listados na base de dados eletrônica MEDLINE no período de 2008 a 2018 utilizando os descritores: Renal Insufficiency, Oral Manifestations e Kidney Diseases. Os artigos considerados relevantes foram selecionados após análise dos resumos, sendo incluídos ainda artigos citados nos estudos previamente selecionados. Resultados: Pacientes portadores de insuficiência renal podem apresentar manifestações bucais, destacando-se a palidez da mucosa oral, a xerostomia e o hálito urêmico. Nesses, a redução do fluxo salivar associada ao aumento da concentração de uréia e o produto cálcio-fosfato sérico alterado favorecem o acúmulo de cálculo nos elementos dentários. Pacientes nefropatas requerem ainda considerações previamente ao tratamento odontológico, destacando o risco de sangramento, infecções e medicamentos/doses a serem administrados. Os pacientes em hemodiálise tem risco aumentado de hemorragia em virtude ao uso de anticoagulantes, sendo importante que o cirurgião dentista programe procedimentos invasivos ao dia seguinte a hemodiálise, realize um planejamento cirúrgico adequado e esteja preparado para realizar medidas hemostáticas locais. O cirurgião dentista deve atentar ainda ao uso de antibioticoterapia profilática em virtude ao risco aumentado de endocardite bacteriana. A prescrição de medicamentos requer cuidado especial do profissional, uma vez que a capacidade de filtração glomerular encontra-se reduzida, resultando em um aumento potencial de ocorrer toxicidade, sendo indicado o uso de drogas com metabolização hepática. A eliminação de focos infecciosos, principalmente em pacientes que irão se submeter a cirurgias de transplante, constitui condição essencial. Em situações em que o prognóstico de um dente em longo prazo é incerto, deve ser realizada a sua extração. Conclusão: Pacientes com insuficiência renal crônica podem apresentar diferentes manifestações bucais que podem favorecer o desenvolvimento de doenças, como a doença periodontal e a cárie. Assim, o acompanhamento odontológico constitui de essencial importância, principalmente as atividades relacionadas à prevenção e promoção a saúde. Durante o tratamento odontológico é importante que o profissional se atente ao risco de hemorragias, infecções e medicamentos/doses a serem administrados. Nesses pacientes torna-se imprescindível ainda à eliminação de focos infecciosos prevenindo futuras complicações.

Publicado
2018-11-13
Como Citar
COSTA, Bianca Scopel et al. BUCAL MANIFESTATIONS AND DENTAL CARE IN PATIENTS WITH RENAL INSUFFICIENCY. Anais da Jornada Científica e Cultural FAESA, [S.l.], p. 57 - 59, nov. 2018. Disponível em: <http://revista.faesa.br/revista/index.php/jornadaCientifica/article/view/307>. Acesso em: 15 set. 2019.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##