INSERÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA NA EQUIPE DE ATENÇÃO À SAÚDE INFANTIL EM HOSPITAIS

  • Gabriela Petri de Bortolo UFES
  • Eduardo Filipe da Paz Scardua
  • Bianca Scopel Costa
  • Wellen Góbi Botacin
  • Jenifer Garcia Rocha
  • Christianne Alves Leal
  • Karoline Simões Costa
  • Roberta Costa Silva

Resumo

Introdução


 O cuidado adequado ao paciente hospitalizado depende da interação do trabalho de equipes multiprofissionais, sobretudo com a participação do cirurgião-dentista. No entanto, a atuação do cirurgião-dentista no ambiente hospitalar é uma perspectiva recente no contexto brasileiro (EUZÉBIO et al., 2013), apesar do conhecimento sobre a importância da intervenção odontológica em hospitais; além das políticas públicas em saúde garantirem a participação deste profissional nos três níveis de atenção à saúde (primário, secundário e terciário) (ROCHA & FERREIRA, 2014).


 O objetivo do trabalho é verificar a importância da inserção do cirurgião-dentista (CD) como membro de uma equipe multiprofissional nos cuidados à saúde da criança em ambiente hospitalar.


 


Materiais e métodos


 Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), LILACS e SciELO, utilizando o descritor “relações interprofissionais”, com os filtros “criança”, “odontólogos” e “hospitais". Os artigos considerados relevantes foram selecionados após análise dos resumos, sendo incluídos ainda aqueles citados nos estudos previamente selecionados.


 


 Resultados e discussão


 Os estudos evidenciaram a importância da inserção do cirurgião-dentista no contexto hospitalar como membro da equipe multidisciplinar, a fim de assegurar uma atenção integral e humanizada à população assistida, englobando desde a promoção da saúde até o tratamento mais especializado de agravos no sistema estomatognático (VIANA et al., 2013). O campo de atuação do odontólogo abrange o apoio à equipe multiprofissional nos cuidados, dinamização e otimização do trabalho interdisciplinar, desenvolvendo atividades assistenciais específicas da área odontológica, diagnóstico de patologias bucais que possam, inclusive, causar outros agravos à saúde geral, além de atuar como educador na prevenção de doenças e na promoção de saúde bucal (VANDILSON et al.; MATTEV et al., 2011). O cuidado odontológico aos pacientes hospitalizados contribui para a prevenção de agravos e para a melhoria da condição sistêmica do paciente, podendo diminuir a incidência de infecções respiratórias, a necessidade de antimicrobianos sistêmicos, a redução do tempo de internação e da mortalidade, além de proporcionar conhecimentos, elaborando e estabelecendo protocolos de higiene bucal no ambiente hospitalar, motivando os pacientes infantis e seus acompanhantes na geração de hábitos saudáveis (ROCHA & FERREIRA, 2014).


 Concluiu-se que a incorporação do cirurgião-dentista na equipe multiprofissional deve contribuir para a visão holística que precisa ser oferecida no cuidado ao paciente hospitalizado, a fim de proporcioná-lo bem estar e dignidade, podendo este profissional atuar de forma abrangente no contexto hospitalar infantil, considerando os aspectos diferenciais deste ambiente no planejamento da assistência odontológica e a necessidade do estabelecimento de relações interprofissionais, concretizando, assim, o conceito de atenção integral à saúde da criança.


 


Agradecimentos


 Agradecemos a todos os profissionais que atuam no programa de Residência Multiprofissional em Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), que de alguma forma contribuíram para a realização deste trabalho.


 


Referências


  1.  EUZÉBIO, L. F. et al. Atuação do Residente Cirurgião-dentista em equipe Multiprofissional de Atenção Hospitalar à Saúde Materno Infantil, Rev Odontol Bras Central, v. 21, n. 21, p. 16-20, 2013.

  2. MATTEV, I G. S. et al. Participação do Cirurgião-Dentista em Equipe de Saúde Multidisciplinar na Atenção à Saúde da Criança no Contexto Hospitalar, Ciência & Saúde Coletiva, v.10, n.16, p.4229-4236, 2011.

  3. ROCHA, A. L; FERREIRA, E.F. Odontologia hospitalar: a atuação do cirurgião dentista em equipe multiprofissional na atenção terciária. Arq Odontol, v.4, n.50, p.154-160, 2014.

  4. VANDILSON, P. R. et al. Avaliação dos hábitos de higiene bucal de crianças durante o período de internação hospitalar. Odontol. Clín.-Cient., v. 1, n. 10, p. 49-55, 2011.

  5. VIANA, K. A. et al. Hábitos relacionados à saúde bucal em crianças nascidas prematuras: uma preocupação para equipes multiprofissionais de saúde. Arq Odontol, v.3, n.49, p.140-146, 2013.

 


 


 


 


 


 


 

Publicado
2018-11-13
Como Citar
DE BORTOLO, Gabriela Petri et al. INSERÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA NA EQUIPE DE ATENÇÃO À SAÚDE INFANTIL EM HOSPITAIS. Anais da Jornada Científica e Cultural FAESA, [S.l.], p. 54 - 56, nov. 2018. Disponível em: <http://revista.faesa.br/revista/index.php/jornadaCientifica/article/view/310>. Acesso em: 15 set. 2019.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##