HIPORTEMIA NO PACIENTE GRAVE E O PAPEL DA ENFERMAGEM

  • JOVANA CORREA MENEGUELLI FAESA
  • JACQUELINE DA SILVA RIBEIRO
  • MARIA CLARA CUNHA PINHEIRO

Resumo

A Unidade de Terapia intensiva é o setor hospitalar de atendimento a pacientes de várias modalidades consideradas graves ou de risco, recuperáveis, que exigem assistência médica ininterrupta e cuidados especializados de toda a equipe multifuncional, além de equipamentos específico. O estudo procurou refletir sobre a assistência especializada na UTI e o papel do profissional da enfermagem na prevenção da hipotermia em paciente grave, assegurando uma assistência eficaz em sua prevenção e cuidado. A presente pesquisa teve por objetivo identificar as intervenções de enfermagem a serem aplicadas de maior positividade, que tragam eficácia na prevenção e tratamento da hipotermia. Trata-se de uma revisão bibliográfica, a partir da análise de diversos artigos e demais literaturas inerentes ao tema que, após analisadas, demonstraram que o enfermeiro deve buscar junto a equipe multifuncional intervenções e metas eficientes que reduzam as complicações de saúde que acometem o paciente grave, decorrentes da hipotermia.

Publicado
2018-11-13
Como Citar
MENEGUELLI, JOVANA CORREA; RIBEIRO, JACQUELINE DA SILVA; PINHEIRO, MARIA CLARA CUNHA. HIPORTEMIA NO PACIENTE GRAVE E O PAPEL DA ENFERMAGEM. Anais da Jornada Científica e Cultural FAESA, [S.l.], p. 51 - 53, nov. 2018. Disponível em: <http://revista.faesa.br/revista/index.php/jornadaCientifica/article/view/409>. Acesso em: 15 set. 2019.