PSICÓLOGIA NO CONTEXTO HOSPITALAR

  • Lucinéia Pesente FAESA
  • Alba Angela Borges Miranda FAESA
  • Aline Figueiredo Serafim FAESA
  • Bárbara Reis dos Santos FAESA
  • Carolina Reis dos Santos
  • Danyella Batista Richard
  • Lizia Dalarme Calanzani FAESA
  • Roberlan Gonçalves Matos

Resumo

O presente trabalho abordará a prática da atuação do psicólogo no contexto hospitalar, referente à disciplina de Estágio Supervisionado da Ênfase em Saúde Coletiva l, que teve início em 2018/1, com atendimento semanal beira-leito em um Hospital Geral em Vila Velha, sob supervisão da Prof. Lucineia Pesente. Foram atendidos 70 pacientes e familiares dos setores da Nefrologia, Centro de Terapia Intensiva, Pronto Socorro, Enfermarias Cardíacas e Oncologia, com supervisões semanais, elaboração de relatórios, diários de campo e preenchimento de documentação de prontuário. Os atendimentos desenvolveram-se com base nos métodos de escuta psicológica e tem como foco a atenção, compreensão e entendimento da doença, proporcionando acolhimento às demandas emergentes no contexto hospitalar. E as principais demandas identificadas foram: dúvidas quanto a procedimentos, diagnóstico, prognóstico, dúvidas quanto a benefícios legais em função do adoecimento, adaptação a diminuição de autonomia e novas condições de vida, suporte efetivo (auxílio para a resolução de problemas dentro e fora do contexto hospitalar) e afetivo (falta ou presença insuficiente de acompanhantes na perspectiva do paciente) frágeis, fragilidade emocional relacionada aos diversos conflitos gerados pela condição de adoecimento e hospitalização (medo da morte, irritabilidade, ansiedade, medo de tornar-se dependente de cuidados ), adesão ao tratamento, aceitação, enfrentamento de situações de risco, insatisfação com o tempo de espera para cirurgia e com a alimentação.

Publicado
2018-11-13
Como Citar
PESENTE, Lucinéia et al. PSICÓLOGIA NO CONTEXTO HOSPITALAR. Anais da Jornada Científica e Cultural FAESA, [S.l.], p. 117 - 119, nov. 2018. Disponível em: <http://revista.faesa.br/revista/index.php/jornadaCientifica/article/view/478>. Acesso em: 14 nov. 2019.