VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHER

Relato de Experiência de atendimento psicológico aos homens

  • Monica Teindade Sant'ana FAESA
  • Altair Virgilio da Silva
  • Ana Carla Pim Lima

Resumo

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHER: RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ATENDIMENTO PSICOLÓGICO AOS HOMENS.


Mônica Trindade Pereira (Orientadora/Psicologia/FAESA); Ana Carla Pim Lima; Altair Virgílio da Silva (estagiários/Psicologia/FAESA)


 


Neste estudo relata-se os atendimentos psicológicos realizados no Estágio da Ênfase em Educação I e II, do Curso de Psicologia da FAESA. O Objetivo primário do trabalho é prestar atendimento psicológico aos agressores e os objetivos secundários são compreender a dinâmica da violência doméstica contra mulher pela perspectiva do agressor, contribuir para redução do ciclo da violência a partir do agressor. Tem-se como método o atendimento psicossocial ao agressor, semanalmente, por 40 minutos. Os atendimentos acontecem no Fórum de uma cidade da Grande Vitória, onde funcionam duas Varas Criminais, ambas são exclusivas para julgamento de crimes relacionados à violência Contra Mulher. Os homens são encaminhados após julgamento para participarem voluntariamente dos atendimentos. Para a realização dos atendimentos foi necessário leitura de textos referente à Violência contra a mulher e rodas de discussão. Nas sessões foram utilizadas algumas técnicas, dentre elas a anamnese, acolhimento e no caso do atendimento ao agressor, utiliza-se uma postura socioeducativa. Então, aqui não se trata apenas de entender e acolher o sofrimento e sentimentos envolvidos no processo, envolve também uma tarefa de questionar crenças e atitudes, que não teriam como consequência um possível bem-estar social. Os atendimentos ainda continuam em andamento, mas como resultado parcial pode-se relatar o quanto o tratamento psicológico tem o importante papel de prestar assistência, que neste caso, se trata de uma prevenção para a reincidência do comportamento agressivo, além de trazer reflexões para comportamentos violentos como forma de expressão. É a contribuição para potencializar o sujeito, para analisar, reavaliar e corrigir o seu pensamento, aprendendo a dominar seus sentimentos e impulsos, orientado por crenças sustentadas por uma cultura fortemente enraizada no patriarcado.

Publicado
2018-11-13
Como Citar
SANT'ANA, Monica Teindade; SILVA, Altair Virgilio da; LIMA, Ana Carla Pim. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHER. Anais da Jornada Científica e Cultural FAESA, [S.l.], p. 145 - 147, nov. 2018. Disponível em: <http://revista.faesa.br/revista/index.php/jornadaCientifica/article/view/484>. Acesso em: 26 ago. 2019.